Semifinais agitadas

13 04 2008

No Campeonato Paulista, a “mão amiga” de Adriano ajuda o tricolor a inverter a vantagem contra  Palmeiras 

Bruno Martins – brunohmartins@gmail.com

É difícil acompanhar apenas uma partida, enquanto acontece três grande jogos ao mesmo tempo. Se o tempo moderno nos disponiliza zapear diversos canais, foi isso que fiz, e no final, vi todas, mas não vi nenhuma. Na semifinal paulista observei que o São Palo foi superior durante a maior parte do jogo. Adriano abriu o placar no começo do primeiro tempo, apesar de burlar a regra-o gol foi de mão-, mas se o juiz nem a bandeira viu, paciência. Mesmo assim o time mereceu ganhar, teve mais oportunidade, pressionou mais e os “craques” palmeirenses, Valdívias e Diego Souza, foram peças apagadas. O tricolor não baixou o ritmo na segunda etapa e logo de cara fez 2 a 0, Adriano entrou na área, após disputa de corpo com Pierre e tocou por cima de Marcos. O Palmeiras descontou com Alex Mineiro cobrando pênalti. A equipe comandada por Luxemburgo progrediu após a entrada de Lênin no lugar de Granja. O jovem atleta melhorou o ataque alvi-verde, tanto é que foi ele quem sofreu a penalidade máxima. Agora o São Paulo joga pelo empate, na próxima semana, no estádio Palestra Itália. O Palmeiras vai à final com uma vitória simples.Pela outra semifinal, disputada ontem em Campinas, deu Ponte Preta, 1 a 0 sobre o Guaratinguetá. A Macaca joga pelo empate no próximo sábado, o jogo é no Vale do Paraíba.  

No Rio, o Botafogo lavou a alma, 3 a 0. O artilheiro Wellington Paulista abriu o placar na primeira etapa. Alessandro e Lúcio Flávio de pênalti fecharam o placar na etapa complementar. O Flamengo foi muito inferior, parecia cansado por causa da viagem do Peru para o Brasil – o time enfrentou o Cieciano, na altitude de Cuzco na última quarta -, Souza, que satirizou a choradeira botafoguense na decisão da Taça Guanabara saiu do jogo no intervalo. Será que ele tremeu? Marcinho entrou em seu lugar dele e o ataque rubro-negro pouco produziu. Já pelo lado do Botafogo, Welligton Paulista mostrou porque é artilheiro do Carioca -fez 14 gols-, além do gol de hoje, incomodou bastante a zaga do Urubu. O goleiro Castillo foi outro bom nome do jogo, estava bastante seguro. O Botafogo enfrenta o Fluminense na final da Taça Rio, no próximo domingo. Quem vencer, disputa a final do estadual contra o Flamengo, que venceu a Taça Guanabara.

Em Minas, jogo disputado, péssima arbitragem e falhas bisonhas dos goleiros. O Tupi saiu na frente, Edimar cobrou falta, a barreira abriu e Juninho falhou, 1 a 0 para o Galo Caijó. Logo depois, Danilinho sofreu pênalti que não existiu. Renan bateu e fez 1 a 1. Aos 35 minutos do primeiro tempo, Marcos no campo de defesa, lança Nicácio na ponta esquerda, o atacante toca para Renan que cruza para o baixinho Danilinho, que empurra de cabeça para as redes do Tupi, 2 a 1. Além do pênalti, mal marcado, a arbitragem cometeu mais dois erros, marcou dois impedimentos contra o Atlético erradamente. Em um deles, o zagueiro do Tupi fez gol contra, que foi anulado. Já na etapa final, aos 14 minutos, Silas do Tupi acertou um bonito chute, Juninho, que falhou novamente, encostou na bola, mas não conseguiu evitar o empate da equipe de Juiz de Fora, 2 a 2. Não demorou muito e Danilinho fez boa jogada na ala direita aos 21 e cruzou para Renan Oliveira que disputou com o zagueiro e mandou para o gol de Marcelo Cruz, que também falhou – estava mal posicionado-, final 3 a 2 para equipe da capital, que joga pelo empate na próxima partida. O jogo será no estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora. O Tupi parece ter gostado do jogo, começou a fazer cera no final, o time precisa de um vitória de no mínimo um gol de diferença.    

No paranaense, o Coritiba venceu o Paraná hoje por 1 a 0, o gol foi do garoto Keirrison. A partida foi no Couto Pereira. Na próxima semana, o Coxa joga pelo empate na Vila Capanema. Ontem, o Atlético também venceu por 1a 0, dentro de casa, na Arena, gol de Valencia e agora também tem a vantagem do empate na próxima partida, contra o Toledo, no estádio 14 de Dezembro, em Toledo. No Gauchão, mesmo com um a menos- o zagueiro Marcão foi expuso – , o Inter conseguiu a vitória sobre o Caxias, aos 47 do último tempo. Gol de Alex, após passe de Adriano. O colorado pode perder por 1 a 0, que se classifica para a final, a partida de volta será no Beira Rio. O primeiro jogo da outra semifinal, entre Juventude e Internacional de Santa Maria, será nesta terça-feira, em Caxias do Sul.  

Anúncios




Quarta final consecutiva na Superliga

13 04 2008

Minas de Ezinho despacha Ulbra/Canoas e está na final da Superliga de Vôlei

Bruno Martins – brunhmartins@gmail.com

O Telemig Celular Minas venceu a Ulbra/Canoas por 3 sets a 1, hoje no ginásio Divino Braga, em Betim. Com o resultado, a equipe mineira garantiu vaga na final da Superliga de vôlei pelo quarto ano consecutivo. As parciais foram de 25/21, 25/17, 20/25 e 25/19. Esta foi a segunda partida da melhor de três, como o Minas havia ganhando a primeira, em Canoas, no Rio Grande do Sul, por 3 a 0 na última quinta, não foi preciso o terceiro jogo. A equipe minas-tenista agora aguarda o seu adversário que sai do confronto entre Cimed e Tigre/Unisul. As duas equipes vão disputar a terceira partida, hoje o Cimed venceu por 3 sets a 1, parciais de 15/25, 25/16, 25/21 e 25/20, o jogo foi no Ginásio “Ser Tigre”, em Joinville. O primeiro jogo, que foi na quinta, ficou 3 a 1 para a equipe da Unisul, a partida foi em Florianópolis, no Ginásio Capoeirão, que será o palco do jogo decisivo, nesta terça-feira. O Minas é atual campeão do torneio, venceu a equipe do Cimed na temporada passada. Este jogo foi a ravanche da temporada 2005/06, em que a equipe de Florianópolis foi a campeã, em pleno Mineirinho. O Ginásio também foi palco do vice-campeonato dos mineiros na Superliga 2004/05, desta vez o algoz  foi o Banespa, que na época contava com o ponta Nalbert, hoje no Minas. Como fez ano passado, não sei se por superstição, o Telemig deve mandar a final para o Ginásio Divino Braga, em Betim caso o adversário seja a Unisul. Se o outro finalista for o Cimed, o confronto deve ser em Florianópolis, porque os catarineses ficaram na primera posição na fase classificatória e jogariam com esta vantagem. Lembrando, que diferentemente dos anos anteriores a final será disputada em apenas uma partida. Segundo o jornal Estado de Minas, há rumores que a decisão seja no Rio de Janeiro, a idéia seria da Globo, detentora dos direitos de transmissão da Superliga. 





4 a 1 jogo ganho…

13 04 2008

Raposa abre três de vantagem sobre o Ituiutaba no primeiro jogo da semifinal do Mineiro, mas cede o empate após trágicas substituições, final 4 a 4 

Bruno Martins – brunohmartins@gmail.com

Parecia um dia de consolidação da boa fase do Cruzeiro. A equipe imprimiu um ritmo forte desde o início do jogo de hoje contra o Ituiutaba na primeira partida, válido pelas semifinais do Campeonato Mineiro. Um gol logo de cara, aos sete do primeiro tempo, Ramires abriu o placar. Já aos 16, foi a vez de Jadílson fazer ótima jogada pela esquerda e cruzar para área. O zagueiro Amarildo, foi infeliz e mandou para a própria meta. 2 a 0 em menos de 20 minutos, tudo muito tranquilo. Charles ainda teve a chance de ampliar, errou um gol de cara com o goleiro Daniel. Segundo tempo, o time celeste volta desconcentrado, com toques no setor defensivo. Resultado: Fábio toca no sufoco para Jadílson que passa erroneamente, a bola desvia em Olívio e sobra para Pachola que manda para o gol, 2 a 1. O Cruzeiro acorda e cinco minutos depois, Ramires sofre pênalti, após ótima jogada de Wágner e Guilherme. Marcelo Moreno bate três vezes para marcar 3 a 1. Um minuto depois, Guilherme faz gol de gênio, viu o goleiro Daniel adiantando e o encobriu, 4 a 1. Tudo certo então?, semifinal praticamente resolvida, Wágner até forçou o terceiro amarelo. Tudo certo nada, ainda faltavam mais de 30 minutos para o final da partida e treinador está para isso, para deixar a partida eletrizante com as substituições que vem por aí. O atacante Rodrigo Hote entrou no Ituiutaba no lugar do zagueiro Amarildo, logo após o quarto gol e ajudou a mudar a história da partida. Do outro lado, Adílson que nunca faz substituições previsíveis, tirou o atacante Guilherme e colocou o velocista Apodi, que é lateral. A Raposa ficou torta, com dois laterais e a equipe do Pontal do Triângulo foi para o ataque e o Moreno do Boa diminui o placar para 4 a 2, aos 19. Pachola demorou um pouquinho, aos 34 fez 4 a 3. E ele, Rodrigo Hote fez o gol de empate, 4 a 4. O inesperado aconteceu, o time do interior, que não foi respeitado pelo da capital empatou e ganhou moral para a partida de volta, domindo, dia 20. Nesta confusão, Adílson Batista ainda colocou Elicarlos no lugar de Jonathan para corrigir o esquema, mas pouco adiantou. Outro crítica que faço ao treinador é improvisar o volante Henrique na zaga desde o início do jogo, uma vez que ele tinha um zagueiro de ofício, Martinelli, que começou no banco. O setor defensivo esteve perdido em toda a partida, não só nos gols, mas em vários outros lances, que na minha visão, são por falta de cacuete da posição. Uma pena, pois do meio para frente o time foi praticamente perfeito, com a volta de Charles, o meio de campo fica mais compacto. Ramires e Wágner crescem de produção, tanto é que o Pernalonga fez o primeiro gol, além disso, há mais troca de passes entres os meias e os atacantes. O que não pode é desestabizar o time, a torcida também é muito impaciente, o que muitas vezes atrapalha. Os torcedores começaram a vaiar vários jogadores, como Jadílson e Charles que são muito importantes para o elenco celeste, espero que eles não sitam e nem desanimem, porque o jogo de hoje foi apenas um acidente de percurso. E além do mais, foi em um momento que o erro pode ser corrigido, na Libertadores seria fatal, meu caro Adílson. Mas não podemos deixar de enaltecer a reação do Ituiutaba, que faz boa campanha e tem time para fazer uma boa campanha na sére C do Brasileiro. Os atacantes Pachola e Moreno e o lateral Baroni são excelentes jogadores, além do técnico Nedo Xavier, que é um treinador bastane experiente. A equipe celeste ainda joga pelo empate no jogo de volta, que também será no Mineirão. Antes a Raposa vai à altitude de mais de 4000 metros de Potosí enfrentar equipe com este mesmo nome pela Libertadores, na quarta-feira, às 19h30. Se vencer garante o primeiro lugar geral na competição e de quebra terá a vantagem de jogar todas as partidas de volta na fase eliminatória da Libertadores.