Ipatinga salva rodada dos mineiros

11 08 2008

Equipe do Vale do Aço vira pra cima do Fluminense e agora busca melhor campanha no returno do Brasileirão

Bruno Martins – brunohmartins@gmail.com

Fim do primeiro turno e despedida amarga das duas equipes da capital mineira. O Atlético foi goleado, sábado, em pleno Mineirão, pelo Grêmio. 4 a 0, torcida decepcionada e um final de turno que retrata a campanha atleticana até agora: sete derrotas e apenas seis vitórias, o time ainda levou 37 gols e tem a segunda pior defesa da competição, só perde para o Vasco, com 39. Um campanha pífia, de uma equipe sem muita inspiração e muito limitada. Senão quiser terminar a competição em uma posição ainda pior que a atual(12ª), o Galo precisa urgentemente contratar, não para compor e sim para reforçar o elenco. Em compensação, o Grêmio ficou com o título simbólico do primeiro turno, mostrando que tem tudo para ser campeão. Com os gols de Willian Magrão, Tcheco e Reinaldo(2), a equipe abriu vantagem para o Cruzeiro, segundo colocado. Falando na Raposa, o time de adílson Batista não mostrou o mesmo futebol dos quatro últimos jogos. De um time ofensivo e arrebatador, o Cruzeiro foi defensivo e covarde, no jogo de ontem, contra a Portuguesa. A equipe paulista, que jogava em casa, foi melhor durante toda a partida, venceu por 2 a 1, mas poderia ter goleado. A Lusa perdeu várias oportunidades e ainda teve um gol mal anulado. Já os celestes, sem a criatividade de Guilherme, Wágner e Ramires parecia uma equipe de segunda divisão, desogarnizada em campo e sem nenhuma força ofensiva. Rômulo até lutou, mandou uma bola na trave, mas a bola pouco chegou ao matador, pois Magrão e Charles não conseguiam fazer a ligação defesa-ataque. Wanderley, recém-chegado da Ponte Preta, substituiu Guilherme só no papel, pouco apareceu e se esquivava das jogadas, assim como Weldon, em outras partidas. Sem dúvida foi uma partida que retratou o verdadeiro Cruzeiro, uma boa equipe, mas com um fraco plantel, dependente de pelo menos três jogadores. Por isso, não canso de dizer que Adílson errou aos dispensar Marcel e Domingues, que poderiam sim ser titulares, não no sentido de começar sempre jogando, mas de estar sempre atuando e ajundando a equipe, seja entrando ao decorrer das partidas ou substituindo à altura jogadores como Guilherme e Wágner. Agora são cinco pontos de diferença, pontos que Cruzeiro terá que penar para conquistar o primeiro lugar, hoje do tricolor gaúcho. Se vender Fábio, Wágner e/ou Guilherme é melhor desistir até da vaga para a Libertadores. A Raposa mostrou que tem muitas limitações, time que quer ser campeão não pode nem pensar em perder para equipes tão fracas, como foi contra o Goiás e a Portuguesa. 

Tigre de Aço Para não ficar só criticando, o Ipatinga até que enfim fez o “dever de casa obrigatório”. O Tigre venceu o fraco Fluminense- desmanchado após a perda da Libertadores- 2 a 1, também no domingo. A verdade é que o Tigre não tem muito o que comemorar, termina o turno na última posição, empatado com o próprio tricolor carioca, com apenas 16 pontos. Com apenas quatro vitórias em 19 jogos, menos de um ponto por jogo. A chance de escapar ainda existe, são quatro pontos de diferença para o primeiro antes da zona de rebaixamento – Náutico(20). Se quiser mesmo continuar na série A, não pode bobear como fez nesta primeira fase, não pode perder tantos pontos no Ipatingão e ainda tem que buscar pontos fora de casa. O caminho será árduo, mas não é impossível, basta ter mais seriedade e acertar o gol. O time desperdiça muitos lances de perigo, principalmente com Adeílson, um falso craque, que precisa sair do time, ontem marcou, mas ainda não me convence. Eu ainda aposto no Tigre, há equipes piores neste Brasileirão, exemplos não faltam: “Atléticos”, Náutico, Figueirense, Portuguesa, Vasco e Santos. Força Tigre! O Returno começa no próximo sábado, o Cruzeiro recebe o Vitória, no Mineirão e o Ipatinga vai ao Paraná enfrentar o Atlético-PR. E no domingo, o Galo joga no Maracanã contra o Fluminense.

Anúncios