Show de torcida

13 11 2008

0000003464

No ritmo da massa alvinegra, o Atlético despachou o Vasco e por pouco não devolveu a goleada do turno 

Bruno Martins – brunohmartins@gmail.com

Mais de 42 mil torcedores apaixonados foram ao Mineirão para acompanhar o Galo, na noite de ontem. Uma paixão indescritível, não existe torcida neste mundo tão fiel a um clube, como a torcida do Atlético-MG. A equipe oscilou o campeonato inteiro, decepcionou no ano do centenário, mas a massa alvinegra nunca abandona o time. Ontem, não foi diferente, a torcida não parou de cantar um minuto sequer, apoiando as jovens promessas atleticanas. Até que enfim, o Atlético percebeu que só vai se recuperar com os garotos da base, que nasceram no clube, que aprederam a gostar dessa entidade e que honram o time. Diferente de alguns jogadores, como Mariano, Lenílson e Calisto e tantos outros, que nunca poderiam vestir o manto alvinegro. Com a força da massa não foi difícil superar o Vasco. A garotada, comandada por Renan Oliveira – melhor jogador em campo – acompanhou o ritmo da torcida e atropelou os cruzmaltinos. 4 a 1. O primeiro gol, Renan cruzou e Castillo completou; no segundo, Renan driblou tabelou com Élton e deu mandou de biquinho, golaço; o terceiro e o quarto foram de pênaltis convertidos pelo zagueiro Leandro Almeida. No primeiro pênalti, Castillo foi derrubado por Rafael e no segundo, Pedro Paulo – entrou no lugar de Marques, que tinha completado 189 jogo à frente do Galo – foi deslocado por Jonílson. Dois pênaltis claros. O Vasco descontou no final com Mádson, gol de falta. Édson – entrou na vaga de Juninho, que saiu contundido –  falhou. A equipe carioca ainda teve um pênalti no finalzinho, mas Leandro Amaral desperdiçou. É bom lembrar do outro destaque da partida, o juiz Leandro Vuaden, sem dúvida o melhor juiz do Brasil. Erra como os outros, mas evita marcar faltinhas, deixa o jogo correr e não titubeou nos pênaltis, apesar de o Vasco ser carioca e correr o risco de rebaixamento. E que fique bem claro ao crítico, essa arbitragem não é “a la européia”, é simplesmente a certa, sem invenções. Voltando ao jogo, faltou apenas dois gols para o Galo descontar a goleada sofrida por este mesmo Vasco, no 1º turno. Gols que não nos surpreenderia se saíssem: Renan, Castillo e Pedro Paulo perderam boas oportunidades. Parabéns ao torcedor atleticano, mostra que é diferente, que é um verdadeiro 12ºjogador. Parabéns à diretoria alvinegra, que valorizou o maior bem do clube, a massa. Menções honrosas ao treinador Marcelo Oliveira, que deve continuar este bom trabalho para a próxima temporada. E aos jogadores, principalmente Sheslon, Renan Oliveira, Leandro Almeida e Pedro Paulo que mostram o rumo certo que o Atlético tem que seguir, o caminho é pelas divisões de base.       

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: