“Parece um time juvenil.” Jonathan, lateral-direito do Cruzeiro

26 02 2009
Ramires marcou de novo. Mas só ele não dá! Já passou da hora dos ataques assumirem essa função.

Ramires marcou de novo. Mas só ele não dá! Já passou da hora dos atacantes assumirem essa função.

Bruno Martins – brunohmartins@gmail.com

A frase de Jonathan resumiu bem o que foi o jogo de ontem. A equipe cruzeirense parecia que disputava pela primeira vez um jogo internacional. Os jogadores estavam desesperados, afobados. A bola parecia que queimava no pé. E o pior, caíram na catimba equatoriana.

O Deportivo Quito é um time totalmente desequilibrado, sem esquema, sem ritmo, quase não treinaram. A única alternativa era bater. O que os cruzeirenses apanharam não estava no script: Era cotovelada, “carrinho assassino”, pé alto, pisão no tornozelo e tudo mais. Mas o juizão era fraquíssimo. O árbitro Georges Buckley só advertia os equatorianos depois que amarelasse um cruzeirense.

Com muita falta de critério, acabou expulsando o inexperiente W. Paulista, que toda hora arrumava uma confusão. Simulava falta e contusão, discutia com o zagueiro adversário e fez três faltas. Parecia o Kléber. Mesmo assim, dois jogadores do Deportivo já deveriam ter ido para  chuveiro mais cedo. Daniel Mina deu uma tesoura em Fabrício e Corozo acertou o cotovelo em Fernandinho. Mas isso é Libertadores. Parece que o Wellington Paulista ainda está se ambientando à nova competição. Só pode.  

Pouco antes da expulsão, o Cruzeiro havia aberto o marcador. Wagner bateu a falta (pela primeira vez acertou um cruzamento) na cabeça do artilheiro Ramires, aos 38 minutos do primeiro. Sempre ele. Aliás, só ele. O resto do ataque é fraco. Se dependesse de W. Paulista, T. Ribeiro e Wagner, o Cruzeiro nem o Mineiro ganhava. E como já falei, logo depois, a Raposa ficou com um homem a menos. A partir daí foi só pressão. Quando os celestes pegavam na bola, era só chutões. Que desespero!

Segundo tempo. O time azul continuava sofrendo pressão, mas o time de Quito era pouco objetivo. Finalizava muito mal e quem teve a melhor chance foi a Raposa: Jonathan só precisava rolar para Ramires, que estava livre na área. O lateral tentou cruzar pelo alto e mandou para a linha de fundo. Lance capital.

Em seguida, aos sete minutos, Luis Checa deu um pontapé em Tiago Ribeiro e foi expulso. Agora eram 10 contra 10. Ótimo para o Cruzeiro. Agora era administrar, tocar a bola, que mais cedo ou mais tarde, faria o gol da vitória. Aos 20, Adílson chamou Magrão, que entraria na vaga de Wagner. Entraria! Aos 21, Fabrício – que havia levado um amarelo no primeiro tempo- recebeu o segundo cartão, após cometer uma  falta desnecesária próximo à linha lateral, e foi expulso. Que inocência!

Depois disso, só deu Desportivo. Mas, como sempre, os chutes dos equatorianos acertavam mais a banderinha do escanteio do que o gol celeste. O Cruzeiro se desperou mais ainda, Fernandinho ficou por conta de armar os contra-ataques (Henrique e Elicarlos entraram nos lugares de Wagner e T. Ribeiro), mas errava todos os passes. Optou pelos chutões. Em um outro lance, era ele e Ramires contra dois marcadores. Bastava acertar o passe para o camisa 8. Precipitou e, mais um vez, errou.  Outro lance capital. Se o Sorín não voltar…

De tanto errar, o Deportivo Quito acertou. Aos 46 minutos do segundo tempo, Donoso chamou Elicarlos para bailar, cruzou e Caicedo marcou de cabeça. 1 a 1. Placar final.

Filme repetido, o Cruzeiro demonstrou que não sabe jogar fora de casa. Parece um time juvenil, como bem falou Jonathan ao repórter da Globo Minas. O time se afoba, não aguenta a pressão. Alguns jogadores perdem a cabeça e vão expulsos. Outros erram passes de meio metro. Alguns se camuflam, como o Wagner. O treinador faz substituições e vai para um esquema com quatro volantes. Os laterais acham que são craques, só porque marcaram alguns gols nesta temporada. E por aí vai. E depois falam que o time melhorou, aprendeu com os erros do passado.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: