Até quando?

30 03 2009

019973291-in002

Bruno Martins – brunohmartins@gmail.com

Um futebol de quinta categoria, um time sem um pingo de criatividade, pior, sem um atleta que desequilibre. Essa é a nossa seleção, que um dia já foi temível, hoje é menosprezada pela seleção do Equador. Uma pena que os resultados amenizaram isso tudo. 

Ontem não foi diferente, era para o Equador golear, mas quem abriu o placar foi o Brasil, com Júlio Baptista, que entrou no segundo tempo no lugar do péssimo Ronaldinho Gaúcho. Antes, o Equador já havia perdido, no mínimo, cinco oportunidades claras de gols.

Destaque para Júlio César, que pegou tudo, até o impossível. Quer dizer, o impossível mesmo, ele não pegou, que foi o gol de empate da seleção equatoriana. Mas, voltando à nossa seleção, até quando vamos ver essas atuações fatídicas? É um absurdo ver um time superior mostrar tanta inferioridade. Que contradição.

Por que é necessário jogar com dois volantes improdutivos? Também não entendo Ronaldinho Gaúcho, reserva do Milan, no time titular. E esse Daniel Alves – entrou no lugar de Maicon?  Joga nada. Marca mal, avança pouco e tem um péssimo passe.

Fora Marcelo, Luisão e Robinho. O que eles jogam ou jogaram para merecer vestir a camisa da seleção. O primeiro nunca foi titular em time nenhum. O segundo joga em um time de oitava categoria na europa, que é o Benfica. E o último é só tem marketing. Pedala depois que está goleando, não tem objetividade e nem no pequenino Marchester City se afirmou. Sinceramente não dá!

E esse Dunga, até quando? O cara não é e nunca foi treinador. Não tem humildade, nem inteligência para dirigir um time de série B, quanto mais uma seleção.              

Anúncios