Espetáculo!

29 04 2010

Bruno Martins – www.twitter.com/brunohmartins

Que jogaço! Aconteceu o esperado. Atlético e Santos protagonizaram a melhor partida, até agora, nesta temporada no futebol brasileiro. O duelo foi o primeiro da fase de quartas-de-final da Copa do Brasil e o Galo levou a melhor, venceu por três a dois.

Destaque para o artilheiro Diego Tardelli, que marcou três gols e praticamente garantiu um lugar entre os 30 convocados para a Copa do Mundo na pré-lista do técnico Dunga. Além de resolver o jogo, Tardelli foi, ao lado do zagueirão Jairo Campos, o jogador com mais desarmes – cinco.

O primeiro gol dele saiu logo aos dois minutos da etapa inicial. O lateral-direito Carlos Alberto tentou arriscar de fora da a área, o chute saiu torto e Tardelli antecipou. Um a zero Galo. Logo depois, o lateral Pará mandou uma bola no travessão do goleiro Aranha.

O arqueiro do Galo ainda fez uma bela defesa em um chute do meia Marquinhos na entrada da área. O goleiro do Santos Felipe também teve que trabalhar. Ele fez três belíssimas defesas. A primeira em uma cobrança de falta de Ricardinho, a segunda num chutaço de Tardelli. A terceira foi a mais bonita, após um chute colocado de Muriqui. A bola foi para a linha de fundo.

No escanteio, a zaga do Santos rebateu. A bola sobrou para Muriqui. O atacante rolou para o lateral Junior, que cruzou para o artilheiro Tardelli, depois de duas tentativas, ampliar: dois a zero Galo aos 39 do primeiro tempo.

Ainda na etapa inicial, aos 44, o atacante Robinho, após uma cochilada da defesa, apareceu na cara do gol de Aranha e não perdoou: dois a um. No intervalo, o técnico Vanderlei Luxemburgo tirou Correa e colocou Jonilson.

E o Galo foi logo marcando, aliás, Diego Tardelli aos sete minutos. Após ótima jogada de Muriqui, o camisa nove apareceu na cara do gol e teve tranqüilidade para mandar para as redes: três a um. Tardelli ainda teve um gol corretamente anulado em seguida.

Depois foi a vez de Aranha fazer milagre em uma cabeçada de Robinho. Na metade do segundo tempo, Luxa fez duas péssimas substituições e acabou com o meio-campo do Galo. Leandro entrou no lugar de Ricardinho aos 21 minutos e Renan Oliveira na vaga de Fabiano.

Os dois pediram para sair. Mesmo assim, foi mal o treinador alvinegro. Tanto, que o segundo gol do Santos aconteceu por falha na marcação de Renan Oliveira, que ficou olhando Paulo Henrique Ganso tabelar com Zé Eduardo e cruzar na cabeça do ex-cruzeirense Edu Dracena, que deixou sua marca aos 37 minutos.

Três a dois, placar final e o Atlético agora joga pelo empate no jogo de volta, semana que vem na Vila Belmiro.       

Anúncios




Show no Mineirão

1 04 2010

Bruno Martins – www.twitter.com/brunohmartins

Foi um dos melhores jogos do Cruzeiro na era Adílson Batista. O melhor do ano. Foi uma das melhores partidas de Henrique e Kléber pela Raposa. Foi a melhor de Thiago Ribeiro, decisivo no ataque, e a melhor de Fabinho, perfeito defensivamente.

Mais de 43 mil torcedores foram ao Mineirão ontem e assistiram um verdadeiro show do Cruzeiro pra cima do Vélez Sarsfield: 3 a o. Placar que, praticamente, garante o time estrelado na próxima fase da Copa Libertadores.

O Cruzeiro agora lidera o grupo sete com dez pontos e cinco gols a mais de saldo que o Vélez, que também tem dez. Mas voltando ao duelo, o Cruzeiro foi agressivo do início ao fim. O primeiro gol foi aos 35 minutos da etapa inicial.

Thiago Ribeiro saiu do lado esquerdo e foi costurando até o meio da área, quando acertou um chutaço, sem chances para o goleiro Montoya. Raposa definiu o jogo logo nos primeiros 10 minutos do segundo tempo. 

Aos cinco, Henrique fez bela jogada pelo meio, lançou na direita para Thiago Ribeiro, que cruzou na medida para o Gladiador Kléber marcar: 2 a 0. Aos nove, novamente Thiago Ribeiro, agora pelo meio, achou Kléber livre na entrada da área.

O Gladiador, com o bico da chuteira, mandou para as redes: 3 a 0, placar final. Depois, o Cruzeiro chamou os argentinos pra roda e administrou o resultado. O Vélez ainda teve um jogador expulso.

Somoza, que já tinha amarelo, deu uma rasteira no volante Fabinho, levou o segundo cartão e se despediu do jogo aos 37 minutos da etapa final. O Cruzeiro agora se concentra no campeonato mineiro. Neste sábado, o clube celeste recebe o Uberaba no Mineirão pelas quartas-de-final.