Um ridículo que se foi

12 04 2011

Bruno Martins – www.twitter.com/brunohmartins

Quando o jogador é ruim, precisa fazer média com a torcida. Vestir camisa da organizada, ir para a arquibancada e dar declarações de amor pelo clube. Wellington Paulista fez isso no Cruzeiro e agora faz no Palmeiras. 

Mal chegou no Verdão e esqueceu que recusou várias propostas para ficar no Cruzeiro. Disse que sempre quis vir para o Palmeiras, mas a diretoria celeste não o deixava. Para com isso Paulista! Você, nos últimos dois anos, esteve sempre na liderança das listas de negociáveis do Cruzeiro.

Primeiro foi a tal troca com Zé Roberto do Flamengo, depois foi com o futebol do Qatar, que você recusou no início do ano passado e, este ano, não foi por problemas na legislação deste país. O Palmeiras já tinha demonstrado interesse, você é quem dificultava.

Agora vem dizer que o CT do Palmeiras é melhor que a Toca e o que o Montillo atrapalhava seu futebol.   

Wellington Paulista foi um dos piores jogadores da história do Cruzeiro. Qualquer cabeça-de-bagre seria artilheiro de uma equipe com Montillo e Roger na armação. Fora Paraná, Henrique e Fabrício, além de Jonathan, que já saiu.

Wellington perde gols incríveis. É displicente. Finaliza mal. Cabeceia de olho fechado, isso quando não vira de costas. O Cruzeiro demorou pra se livrar dele. Insistiu demais com um jogador que nunca trouxe retorno ao clube.

Ou vocês vão dizer que ele decidiu aquela semifinal contra o Grêmio? Só faltava ele perder aqueles dois gols. Inclusive, o segundo teria que ser feito com o pé e não de cabeça!

Anúncios