Brincadeira, Perrella!

26 08 2009
Luizão, que não é aquele da seleção, volta ao Cruzeiro e promete fortes emoções ao lado de Thiago Heleno.

Luizão, que não é aquele da seleção, volta ao Cruzeiro e promete fortes emoções ao lado de Thiago Heleno.

Bruno Martins – brunohmartins@gmail.com

Se não bastasse o Thiago Heleno, que compromete em todo jogo que entra, o Cruzeiro repatriou o zagueiro Luizão, aquele mesmo que tentou acertar um chute no atacante Vanderlei do Atlético no jogo de volta da final do Mineiro de 2007 e foi expulso.

O Cruzeiro vencia o Galo por 2 a 0, precisava de mais dois gols para ser campeão, e esse sujeito, que volta à Toca, inventou uma expulsão no finalzinho do primeiro tempo.

Resultado: ele acabou com a esperança da time, que jogou todo o segundo tempo com um a menos. O Alvinegro, com um a mais e o resultado na mão, apenas administrou e levou o caneco.

No segundo semestre de 2007, o clube estrelado conseguiu negociar o jogador com Locarno da Suíça por dois milhões de euros. Agora ele volta por empréstimo. 

Não entendo. Se fosse bom, ficava na europa. Você, torcedor cruzeirense, pode marcar um cardiologista, fazer um check-up, pois, o dia que a dupla de zaga for composta por Luizão e Thiago Heleno, a emoção será grande.  Haja coração!

Anúncios




Semana decisiva

24 08 2009

artilheiro-atacante-diego-tardelli-atletico-mgkleber-cruzeiro

Bruno Martins – brunohmartins@gmail.com

Galo em queda livre, Cruzeiro em ascensão. Este é o novo panorama do Campeonato Brasileiro para os time mineiros. Ontem, a Raposa bateu o Náutico no Mineirão: 4 a 2.

Já o Atlético foi goleado pelo Grêmio no sul do país: 4 a 1. O que explica essa mudança de postura dentro de campo? É nítido que o time estrelado, desde a partida contra o Coritiba, está mais ligado nos jogos, os jogadores mostram mais vontade, a equipe cria mais, ainda mais quando Kléber não joga, como foi o caso de ontem.

No Atlético, é um absurdo como o time ficou improdutivo, displicente. Contra o Avaí, o Alvinegro até que foi bem, mas bobeou no final. Diante do Grêmio, o Galo parecia uma equipe pequena, que acabou de chegar à primeira divisão. Foi presa fácil, e o tricolor fez o que quis.

Mas como o título desse post é outro. A semana decisiva não é dentro de campo, é  nos bastidores. A janela de transferências do mercado europeu fecha na próxima segunda-feira.

A expectativa é grande por parte dos torcedores. O cruzeirense quer saber, Kléber fica ou vai embora? De acordo com algumas fontes que tenho, ele vai com certeza.

Não tem jeito, a pressão é grande por parte do empresário do jogador e as propostas vão chegar no decorrer desta semana. O Porto ofereceu oito milhões de euros, o Cruzeiro rejeitou.

Se a proposta aumentar dois milhões, leva. 10 milhões de euros é exatamente a multa rescisória do Gladiador. Mas a informação que tenho é que um clube da Itália estaria disposto a pagar 12 milhões de euros. Quando a proposta for oficial, o martelo será batido.

No Atlético, o presidente Alexandre Kalil disse que recusou uma proposta de nove milhões de euros do Saint-Etienne da França por Diego Tardelli. Mas acredito que uma proposta um pouco melhor leva Tardelli, que há pouco tempo foi chamado para a seleção e está muito valorizado.

Vamos aguardar, mas eu estou achando que os craques de Cruzeiro e Atlético não terminam esta temporada em seus clubes. E sei lá se será ruim para os times. Tardelli voltou mal da seleção e Kléber, durante as partidas, fica mais no chão do que em pé. 

Mas o dinheiro que entrar tem que ser investido em outros bons jogadores. O Atlético precisa, urgentemente de um meia. Corrêa, ex-Palmeiras chega esta semana, mas ainda é pouco, porque ele atua como terceiro volante.O time precisa de um armador, que cadencia o jogo, que controle a partida do meio pra frente.O técnico Celso Roth ainda precisa de mais um zagueiro.

No Cruzeiro, com a saída de Kléber, Adílson Batista vai precisar de um outro bom atacante, que seja decisivo. A equipe celeste também necessita de um armador e de outro zagueiro. Thiago Heleno não pode ser nem reserva. Ele entra e atrapalha.    





Complicado

21 08 2009
Atlético abre dois de vantagem, cede o empate e fica longe do G4.

Atlético abre dois de vantagem, cede o empate e fica longe do G4.

Bruno Martins – brunomartins@radioliberdade.com.br

Era a chance de voltar ao G4. De ficar em terceiro. Na rodada, Inter, Palmeiras e Goiás perderam. Bastava vencer o Avaí, no Mineirão. Até que o Atlético jogou bem, finalizou vinte e duas vezes ao gol adversário.

Melhor, abriu dois gols de vantagem. No primeiro tempo, nada de bola na rede. O atacante Rentería, que estreou bem, teve uma chance, mas o goleiro Eduardo Martini foi melhor na dividida.

O lateral Marcos Rocha, por pouco, não abriu o marcador, após bela jogada, mas novamente Martini defendeu. Na segunda etapa, logo aos dois minutos, o Avaí bateu o escanteio, a bola foi rebatida e sobrou para Renan Oliveira.

 O camisa 10 do Galo, de primeira, acertou um belo lançamento para o atacante Eder Luis, que só precisou tirar do goleiro e mandar para as redes. 1 a 0, Galo. Cinco minutos depois, o zagueiro do Avaí errou o passe.

Renan Oliveira foi esperto, avançou com a bola e na saída do goleiro rolou para Marcos Rocha marcar: 2 a 0, Atlético. Depois de ampliar o marcador, o Alvinegro mandou uma bola na trave com Éder Luís.

Logo em seguida, aos 18 minutos, o lateral Eltinho, do Avaí, pelo lado esquerdo, arriscou da entrada da área e acertou o ângulo do goleiro Edson. 2 a 1.

A partir daí, a equipe catarinense acreditou, foi pra cima e, de tanto insistir, empatou aos 46 minutos do segundo. O goleirão Edson, como de praxe, falhou na dividida com o atacante Odair e a bola foi para o gol. 2 a 2, placar final.

O Avaí chegou a incrível marca de 10 jogos de invencibilidade e o Atlético ao terceiro jogo sem vitória. Na próxima rodada, o Galo encara o Grêmio, domingo, em Porto Alegre.

Vai ser complicado, mas o clichê do futebol diz que tudo é possível. Mas é bom a diretoria do Atlético rever seus conceitos. Não sei por que até hoje o Édson não foi dispensado ou emprestado.  





Será que agora vai?

21 08 2009

0000018596

Bruno Martins – brunomartins@radioliberdade.com.br

Será o começo de uma arrancada? Não sei, mas o Cruzeiro começou bem o returno do Brasileirão. Venceu o Flamengo, ontem, no Maracanã: 2 a 1.

Está certo que o Megão jogou sem sete titulares, mas o importante é que a Raposa ganhou. O time estrelado ainda saiu atrás no placar.

 Aos 32 minutos do primeiro tempo, o lateral Jorbison cruzou e, na falha do zagueiro Thiago Heleno, o atacante Emerson acertou uma cabeçada certeira. 1 a 0, Flamengo.

No intervalo, o técnico Adílson Batista abriu mão  do esquema com três zagueiros e sacou Thiago Heleno para a entrada do lateral-direito Jancarlos. Com a modificação, o Cruzeiro foi outro no segundo tempo.

Criou algumas aoportunidades de gols e não deu nenhuma chance ao adversário. A dupla de zaga formada por Gil e Leonardo Silva foi praticamente perfeita. Já passou da hora de Adílson perceber que esse Thiago Heleno não pode ser nem reserva da Raposa.

Com tranqüilidade na defesa, a equipe celeste chegou ao empate. O volante Fabrício, lançou, Gilberto fez o corta-luz, o zagueiro do Flamengo falhou e Diego Renan acreditou, tomou a bola do adversário e mandou para o gol de Bruno. 1 a 1, aos sete minutos.

Apesar do gol, a Raposa continuou pressionando, parecia que jogava no Mineirão. Aos 25 minutos, o goleiro Bruno afastou mal uma bola dividida com Soares.

Fabrício, de fora da área, dominou com a direita e mandou uma bomba com o pé esquerdo para virar o jogo. 2 a 1 para o Cruzeiro, placar final.

Com o resultado, o time de Adílson Batista subiu para o 13º lugar, agora com 24 pontos. O próximo adversário do Cruzeiro é o Náutico, domingo, no Mineirão.

O meia equatoriano Guerron deve fazer a sua estreia com a camisa estrelada. Como diria Adílson Batista, vamos aguardar. Espero que ele dê certo, porque Wellington Paulista, Tiago Ribeiro e Soares não têm condições de ser titulares de um time como o Cruzeiro.





Um, dois ou três mineiros na série B do ano que vem?

17 08 2009
América confirmado na série B. Ipatinga será que continua? E o Cruzeiro, será que vai cair?

América confirmado na série B. Ipatinga será que continua? E o Cruzeiro, será que vai cair?

Bruno Martins – brunohmartins@gmail.com

E não foi dessa vez que o Cruzeiro saiu de campo vitorioso contra o técnico Vanderlei Luxemburgo. Agora já são onze jogos de jejum contra o treinador, desde que ele saiu da Raposa em 2004.

A única vitória azul foi pela Copa Sul-Americana de 2006, mas o duelo foi para os pênaltis e o time de Luxa levou a melhor. Ontem, Cruzeiro 0, Santos 0, no Mineirão. Apesar do resultado, o jogo foi bom.

Os goleiros Fábio e Felipe fizeram, cada um, três ótimas defesas. O Santos ainda marcou um gol que foi anulado pela arbitragem. O meia Madson estava impedido.

Com o resultado, o time estrelado permanece estacionado na décima quarta colocação com 21 pontos em 54 disputados. Muito pouco para um elenco tão forte.

O Cruzeiro está a três pontos do primeiro da zona de rebaixamento, que é o Santo André, que tem 18 pontos. Na próxima rodada, a Raposa enfrenta o Flamengo no Maracanã. A partida é nesta quinta-feira. 

Falando em série B, competição em que o América está confirmado e que o Cruzeiro está fazendo uma força para disputar, o Ipatinga só empatou com o América de Natal, sábado no Ipatingão. 2 a 2.

Com o resultado, o Tigre caiu uma posição na tabela, e agora ocupa a décima segunda colocação com 24 pontos, cinco a menos que o primeiro da zona perigoso.





Desceu!

17 08 2009
Galo, literalmente, cai em São Paulo. Timão joga fácil e Roth, mesmo perdendo, coloca mais um zagueiro e termina a partida com quatro defensores.

Galo, literalmente, cai em São Paulo. Timão joga fácil e Roth, mesmo perdendo, coloca mais um zagueiro e termina a partida com quatro defensores.

Bruno Martins – brunohmartins@gmail.com

Depois de passar quase todo o primeiro turno entre os quatro primeiros, o Atlético deixou o G4 logo no encerramento desta fase do Campeonato Brasileiro.

Está certo que o Galo tem um jogo a menos, mas este duelo será contra o Inter, em Porto Alegre e o Colorado, difilcimente, perde em casa. Ontem, o Alvinegro foi à São Paulo e, com nove desfalques, perdeu para o Corinthians por 2 a 0.

Os gols do Timão foram marcados pelo atacante Dentinho aos 25 do primeiro tempo e pelo meia Boquita aos 5 da etapa final. Com tantos desfalques, o Atlético não levou nenhum perigo ao gol corintiano. Aliás, só chegou ao gol de Felipe uma vez, e apenas na etapa inicial.

Talvez tenha sido um dos jogos mais fáceis para a equipe paulista nesta temporada. Para complicar ainda mais, o Galo jogou com um jogador a menos durante quase todo o segundo tempo.

O volante Renan foi expulso aos 12 minutos da segunda etapa, depois de um carrinho no meia Elias. Assim, Renan está fora do próximo desafio do Atlético, contra o Avaí, nesta quinta-feira, no Mineirão.

Além dele, o artilheiro Tardelli foi advertido com o terceiro cartão amarelo e também terá que cumprir suspensão automática. O goleiro Bruno deixou o campo lesionado e virou dúvida.

Édson deve começar com titular. Sei não, com esse goleiro e sem Diego Tardelli, vai ser difícil ganhar do Avaí, que não perde há nove rodadas. O pior é que depois o adversário é o Grêmio em Porto Alegre.





Eu voltei. Será que é pra ficar?

17 08 2009

515

Bruno Martins – brunohmartins@gmail.com

O América está de volta à serie B do Brasileirão Depois de cinco anos disputando a série C, o Coelho, ontem, venceu o Brasil de Pelotas por 3 a 1, no Independência, e conquistou uma das quatro vagas para a segunda divisão de 2010.

O Alviverde, que é dirigido pelo técnico Givanildo de Oliveira, abriu o placar aos 41 minutos do primeiro tempo com o meia Luciano. Logo aos oito da etapa final, o lateral João Rodrigo empatou para o Brasil de Pelotas.

Esse resultado dava a classificação para o time gaúcho, já que o jogo de ida, disputado no sul, havia terminado empatado em zero a zero e o gol fora de casa é critério de desempate. Mas o América mostrou calma e poder de reação.

Aos 24 minutos, o volante Leandro Ferreira deixou o Coelho, novamente, na frente do marcador e o atacante Bruno Mineiro ampliou ao 26, dando números finais ao placar.3 a 1, América, que volta à serie B e continua na disputa pelo título da serie C.

Nas semifinais, o Coelhão encara o Guaratinguetá. O primeiro jogo é neste domingo no interior de São Paulo. O Guará também está garantido na segunda divisão do ano que vem, assim como o Icasa do Ceará e o Asa de Alagoas.