Nunca é tarde para postar…

30 05 2008

Bruno Martins – brunohmatins@gmail.com

Em função de alguns trabalhos acadêmicos, o blog NoÂngulo deixou de ser atualizado durante a semana, mas como diria o poeta: “antes tarde do que nunca”. Então vamos lá, sobre Libertadores, uma pena que Santos, Cruzeiro e Flamengo estão fora da competição, pois LDU e América são equipes de baixo nível técnico e proporcionaram um confronto bem sem graça na última terça, nem parecia semifinal de Libertadores, o jogo terminou 1 a 1, Cabañas pouco apareceu. Agora as duas equipes voltam a se enfrentar na próxima terça, o time do Equador decide a vaga em casa e com um empate em 0 a 0 vai à final. O Flamengo deve chorar até hoje, tinha tudo para estar no lugar do América, o Santos foi roubado no México e por isso também foi eliminado, já o Cruzeiro, saiu porque foi goleado pelo Potosí na altitude e por isso pegou o Boca logo de cara, falando no nele…O time argentino também não saiu do empate diante do Fluminense, quarta-feira, no estádio do Racing. A equipe brasileira, além de contar com as boas defesas de Fernando Henrique, jogou com muita coragem, e o Boca Juniors mostrou que tem sérias dificuldades defensivas, se apertar eles entregam, é só jogar com cautela no Maracanã (quarta-feira, 4), tocar bastante a bola, envolver o adversário, que o time estará na final. Neste empate, em 2 a 2, destaque mais uma vez para Riquelme, autor dos dois do Boca. Além de Fernando Henrique, a dupla de zagueiros do Flu também foi muito bem – Thiago Silva fez o primeiro gol -, Cícero foi um gigante no meio de campo e Thiago Neves mostrou que pode vestir a camisa de seleção, chamou a responsabilidade e ainda deixou a sua marca.

Na Copa do Brasil, o Corinthians foi para a final e enfrenta o Sport. As duas equipes classificaram após disputas de pênaltis. A equipe paulista ganhou por 2 a 1 do Botafogo, gols de Chicão e Acosta, Renato Silva descontou para os cariocas. Na decisão da marca da cal, os “goleirinhos” mostraram que não sabem nada de pênalti e nem “apareceram nas fotos” da cobraças, só na última da primeira série, que Felipe agarrou, graças ao desânimo do cobrador Zé Carlos, que bateu mal. A derrota custou caro para o Fogão, Cuca está fora e Geninho é novo treinador. Apesar do todo o melodrama nas derrotas, o treinador conseguiu transformar um time de jogadores medianos, em uma equipe que encara qualquer adversário em iguadade técnica. Uma pena, a saída de Cuca, que pediu demissão, o Botafogo sem ele e com Geninho é sério candidato ao rebaixamento. O Corinthians, provavelmente terá um reforço na decisão da Copa do Brasil, Simon deve reaparecer, o Sport que se cuide! Diga-se de passagem, o time comandado por Nelsinho Batista tem que ser exaltado, está na final pela segunda vez na história da competição (a primeira foi em 89). Nelsinho reencontrará seu antigo clube, com qual foi rebaixado no ano passago. No jogo de quarta, quando a classificação parecia garantida ao Sport, Edmundo tratou de protelá-la e fez um gol aos 45 minutos da etapa final, 2 a 0 para o Vasco e pênaltis… O animal foi o primeiro a bater (isolou a bola, a lá Baggio), perdeu e garantiu a classificação pernambuca (5 a 4), e mais uma vez volto falar, que saudade de Dida e Marcos, que acertam mais do que erram os cantos do cobrador. No dia seguinte, Edmundo afrmou que iria se aposentar, pois não aguenta tantas emoções, Eurico Miranda não aceitou, coisa de Vasco! 

O Santos também se deu mal esta semana, perdeu seu treinador Leão, outro que arrumou um time e sai logo no início do Brasileirão. Mas neste caso, o time da baixada deve manter o nível, Autuori e Cuca são os técnicos mais cotados. Quem continua desempregado é Ney Franco, que estava cotado para assumir o Botafogo.

No Futebol das Minas Gerais, a Raposa conquistou a “Recopa Mineira”. No duelo do campeão mineiro do módulo I, contra o do módulo II, o Cruzeio venceu o América por 2 a 1, gols de Reinaldo Alagoano e Jonathas para os celestes, Luciano marcou para o Coelho. O técnico Adílson Batista mostrou que tem um grupo ainda mais forte, o “time reserva” também é tem boas peças, destaque para os meias Camilo e Reina, o atacante Reinaldo e o volante Elicarlos, que serão armas à favor da Raposa no Brasileirão. Já o América é uma outra equipe, mais organizada do que em outros tempos e tem tudo para voltar a série B do Campeonato Brasileiro. Alemão montou uma boa equipe, com bons jogadores, como Douglas, Thiago Silva, Luciano e o experiênte goleiro Flávio, sorte Coelhão!       

Anúncios




Muita calma nessa hora

26 05 2008

No melhor jogo do Brasilerão, até então, a Raposa goleia o Santos por 4 a 0, assume a liderança e Wágner ainda anuncia gravidez da esposa, depois de deixar a sua marca

Bruno Martins – brunohmartins@gmail.com

Dinâmico, rápido, envolvente, técnico, algumas ou todas essas características poderiam ser aplicadas ao time do Cruzeiro no jogo deste domingo contra o Santos, no Mineirão. Mas tem que ter uma certa cautela para falar sobre a equipe celeste. A Raposa venceu por 4 a 0, perdeu várias oportunidades, principalmente no primeiro tempo. Oportunidades que em muitos jogos poderiam fazer falta, o Santos também teve chances claras de gols, duas com o colombiano Molina, em uma delas Thiago Heleno cortou e puxou o contra-ataque para o primeiro gol do jogo, Guilherme chutou bonito às redes santista, após passe “a lá Ronaldinho Gaúcho” de Jajá, que estreou muito bem com a camisa azul. Depois, o armador santista perdeu o “segundo gol mais feito da partida”, de cara com o goleiro Fábio, Molina mandou para fora. O gol “mais feito” foi Wagner quem perdeu, logo após o primeiro gol, a defesa do Santos saiu jogando mal, a bola sobrou para Ramires que passou para o camisa 10, que apenas precisaria acertar as redes santistas, nem goleiro tinha no lance, a bola também passou perto, mas também foi para fora. O Cruzeiro foi superior em toda partida, isso ficou evidente, mas muitas vezes a sorte não ajuda, se os jogadores dos Santos estivessem mais inspirados no primeiro tempo, a partida poderia ter sido mais complicada para os celestes. Já no segundo tempo, Leão tratou de ajudar os mineiros, sacou Molina do time, que ficou sem poder ofensivo. Os santistas também tem a desculpa do jogo do meio de semana, contra o América, pela Libertadores que desgastou muito o time, principalmente porque a equipe foi prejudicada pela arbitragem. Mas a grande verdade é que o Cruzeiro massacrou a equipe da baixada santista, com a rapidez das saídas de bolas da defesa, puxadas por Fabrício e Charles, a agilidade de Ramirez do meio para frente e as inteligências de Wagner, Jajá, Guilherme e Jonathan (ele mesmo, o lateral tão criticado deu passe para dois gols) foram fundamentais para o show de bola da Raposa na etapa final. Após lançamento de Jajá, Guilherme errou um gol de frente com Fábio Costa, que abafou o chute do atacante. Logo depois, a equipe do Cruzeiro começou a trocar passes por quase dois minutos, acho que todos os jogadores participaram, até Jonathan achar Guilherme no meio dos zagueiros adversários, o atacante driblou o zagueiro Marcelo e mandou para o gol santista, 2 a 0 aos 18 minutos. Depois Maicossuel – entrou na vaga de Jajá -, foi empurrado no meio de campo, quando puxava um contra-ataque, falta. Fabrício bateu rápido a infração, lançando para Wagner que ficou de frente com o goleiro, aí foi só tocar no canto direito de Fábio Costa, 3 a 0, aos 24. Aos 36 minutos, Maicossuel fechou o placar, em um lance de velocidade, o ex-paranista recebeu bom passe de Jonathan e tocou por cima do goleiro do Santos, 4 a 0 para o Cruzeiro. Excelente resultado, mas volto a afirmar que a Raposa ainda tem que corrigir as finalizações, pois assim como nas partidas anteriores-contra Botafogo e Vitória-, os celestes perderam muitos gols, uma hora esses erros podem ser fatais, por isso é bom ter precaução para analisar o time celeste, apesar da liderança e dos 100% de aproveitamento no Campeonato Brasileiro. Sobre o Santos, acho que o time vai se reabilitar e deve brigar pela Libertadores. O time de Leão tem um ótimo centro-avante(Kléber Pereira), o melhor gringo do campeonato (Molina é melhor que Valdívia), tem o Kléber, o melhor lateral esquerdo em atividade no Brasil, além de um bom goleiro e bons zagueiros, como Marcelo e Fabão. O próximo compromisso dos santistas é um clássico contra o São Paulo, domingo na Vila, boa hora para reabilitação. Já a Raposa enfrenta o Coritiba no sábado, jogo que marca o reencontro de Dorival Junior com os celeste, será no estádio Couto Pereira.

Empate é o nosso forte Na estréia do técnico Alexandre Gallo, o Atlético empatou com homônimo paranaense por 1 a 1, partida disputada na Arena da Baixada, também neste domingo. Foi o terceiro empate do Galo no campeonato, o que deixa os torcedores apreensivos, uma vez que o time foi rebaixado em 2005 pelo excesso de resultados de igualdade. Sobre o jogo, no primeiro tempo não há nada o que comentar, duas equipes apáticas, desinteressadas, foi uma partida sem nenhuma emoção. No segundo tempo, o jogo deu uma melhorada, nada muito relevante, mas melhorou devido às modificações. Gallo colocou Marques no lugar do zagueiro Marcos e desfez o esquema com três zagueiro. O técnico Roberto Fernandes, que também estreava, sacou o lateral Piauí e colocou o atacante Walisson. Assim tivemos gols, o primeiro de Eduardo para o time mineiro, após inteligente cobrança de falta de Petkovic aos 10 minutos, o atacante cabeceou livre para o gol adversário. Seis minutos mais tarde, Marcelo Ramos empatou também de cabeça, o ex-cruzeirense antecipou Leandro Almeida, após cruzamento preciso de Wallisson. 1 a 1, placar final e choradeira atleticana das alterosas, no último lance da partida, Coelho sofreu pênalti, que o juiz Emerson Sobral fingiu não ver. As duas equipes se não contratarem, vão brigar para não cair, falta técnica e efetividade nas conclusões de jogadas, talvez por falta de jogadores qualificados. O próximo jogo do Furacão é domingo contra o Palmeiras, no Parque Antártica, derrota na certa! Já os mineiros recebem a Lusa, neste mesmo dia, se não ganhar, o time ficará em situação complicada na competição.   

Até que enfim O Tigre desencantou e marcou o primeiro gol no Campeonato, o atacante Neto Baiano foi o autor da façanha. Apesar do gol, o Ipatinga não saiu do empate com o Goiás, no Serra Dourada, 1 a 1. A equipe da casa foi logo marcando, aos cinco minutos do primeiro tempo, golaço de falta de Paulo Baier. A equipe do Vale do Aço só empatou na etapa final, aos 34 minutos. Outro jogo truncado e com poucos lances de emoção. Apesar de pontuar, o Tigre permanece na lanterna, mas agora é acompanhado de perto pelo Fluminense, que soma o mesmo “um ponto” do time mineira. O Tigre terá pela frente o Vitória, no Ipatingão no próximo domingo, duelo provavelmente equilibrado. O Goiás joga no sábado contra o Figueirense, em Santa Catarina, partida com cara de empate. 





Pênalti é loteria sim

22 05 2008

No duelo entre os dois melhores goleiros do futebol europeu, o holandês Van der Sar, de 37 anos levou a melhor sobre o tcheco Petr Cech, e mais uma vez, o rei do futebol no velho continente é o Manchester United

Bruno Martins – brunohmartins@gmail.com

Alguns comentarista do meio esportivo afirmam que pênalti não é loteria e sim técnica, treinamento e psicológico. Eu discordo, nada disso esteve implícito no cobrança que decidiu o título da Liga dos Campeões de europa. Na primeira série de cobranças de pênaltis, Cech defendeu o chute de Cristiano Ronaldo, no terceiro tiro do Manchester. Já o Chelsea, que não havia perdido nenhum, precisava apenas que o zagueiro Terry acertasse a última cobrança para comemorarem o primeiro título da UEFA Champions League da história… Tudo certinho, o zagueiro inglês deslocou o goleiro adversário, só faltava a bola entrar para as redes, se não fosse um escorregão, e o pior fatal, porque coisas piores estavam por vir. O atacante do Chelsea, Anelka, já na série alternada, teve sua cobrança defendida por Van der Sar e o título ficou com o Manchester United, pela terceira vez em sua história, história que ainda não pode ser contada pelos blues. No tempo normal, a partida terminou em 1 a 1. Cristiano Ronaldo abriu o placar aos 26 do primeiro tempo para o Manchester e Lampard empatou para o Chelsea aos 45 da mesma etapa. Gol dos ícones de cada equipe, no final venceu o melhor time de toda a temporada, com o elenco que conta com o atual melhor jogador do mundo, Cristiano Ronaldo. 





Tchau Imperador!

22 05 2008

Bruno Martins – brunohmartins@gmail.com

Ele chegou com toda a pompa, exigiu ser chamado de imperador e tudo mais… Começou mal, mas até que se destacou no São Paulo, mas como uma andorinha só não faz verão, o tricolor acabou de ser eliminado da Copa Libertadores da América. O gol fatal foi aos 47 minutos do segundo tempo, Washington saltou mais que a defesa são-paulina e fez um golaço, um gol de ouro, após escanteio cobrado por Thiago Neves. O jogo terminou 3 a 1 para o Fluminense, excelente partida, principalmente no segundo tempo, quando o São Paulo começou a atacar, após a entrada de Aloísio, que diga-se de passagem, cruzou para Adriano, aquele mesmo imperador marcar o sexto gol dele na competição e empatar a partida, aos 25 minutos. Washington havia marcado o primeiro para o Flu, aos 11 da primeira etapa. Dodô desempatou um minuto depois do gol do tricolor paulista. Jogaço, eletrizante e emocionante, valeu o ingresso para quem comprou. O Fluminense acaba de fazer história, o clube nunca tinha passado pela oitavas-de-final da competição, agora está na semifinais. Já o São Paulo, se despede mais uma vez da Libertadores, após se derrotado por um clube brasileiro – perdeu ano passado para o grêmio nas oitavas  – e agora perde sua principal estrela, não sei qual será do time, principalmente se continuar com alguns titulares abaixo da crítica, como Jancarlos,Richarlyson, Fábio Santos, Zé Luiz e Dagoberto. Jogadores, que em outros tempos (próximos) não seriam nem do time B do tricolor paulista. Parabéns ao Fluminense, a humildade de Washington, que apesar dos problemas com diabetes, coração e tudo mais, soube esperar para desabafar, para calar os críticos, que começavam a colocar seu potencial em xeque. E que o Adriano Imperador volte a fazer juz ao apelido, se destacando na seleção e na Inter de Milão.

Boca de novo? Na outra disputa por uma vaga na semifinal da Libertadores, o Boca Juniors não tomou conhecimento ao jogar fora de casa e goleou o Atlas do México por 3 a 0. Destaque para o atacante Palermo, autor dos três gols, um deles belíssimo. A primeira partida, disputada no estádio do Vélez terminou empatada em 2 a 2. Sem dúvida, a equipe azul-ouro é  mais uma vez favorita ao caneco deste ano e não deve ter muitas dificultades para conquistá-lo.      





Seu time ainda é grande?

21 05 2008

A Revista Vip, em sua última edição, fez uma análise dos times de futebol brasileiros desde a implantação do Campeonato Brasileiro de pontos corridos, em 2003. Além do desempenho nesta competição, a revista analisou ainda a participação desses clubes em outros torneios, como Libertadores, Copa do Brasil, estaduais e Mundial de Clubes. E através de PONTOS VIP, a revista indicou quais são os verdadeiros clubes grandes, os médios, os pequenos e os times que fazem parte do bloco dos minúsculos. Entre os minúsculos, as maiores surpresas: Atlético e Grêmio. Já o Cruzeiro aparece entre os cinco grandes. Confira a análise e o ranking completo: http://vip.abril.com.br/nova_vip/edicoes/278/brasileirao.shtml





A barca zarpou….

20 05 2008

Fábio Moura – lock_morgan@hotmail.com

   Mal chegaram no Atlético, e os Alexandres (Gallo e Faria) já estão fazendo mudanças. Em uma reunião na tarde desta terça-feira, foram definidas a dispensa de SETE jogadores. O goleiro Sérvulo; o lateral-direito Cláudio, o zagueiro Ricardo Martinez, o lateral-esquerdo Agustín Viana, os volantes Gerson e Xaves; e o atacante Vanderlei não estão nos planos de Gallo e por isso estão liberados do time. Tudo bem, alguns já foram tarde, Gerson (odiado pela torcida), Martinez e Vianna (ambos contratados por lances de DVD). Agora dispensar Servulo, Xaves e Vanderlei, juro que tentei mais não o entendi o critério dessas dispensas. O Servulo não teve nenhuma chance, mas pelo pouco que pude ver dele o acho muito melhor que o Edson, e além de tudo o Juninho era reserva dele no América de Natal. Tudo bem que o Vanderlei não rendeu tudo o que se esperava do artilheiro da serie B, mas gostem ou não ele fazia seus gols, esse ano mesmo como reserva ele fez dois gols, enquanto Marinho que jogou sete jogos como titular fez apenas um mísero golzinho. Agora a pior dispensa de todas foi a do Xaves, que é um jogador de qualidade inquestionável, ele marca, ele ataca e corre muito, é 10 milhões de vezes melhor que o Rafael “Só Cerca” Miranda, sou capaz de apostar que ele vai brilhar e muito em algum outro time grande. 

   Como dizem por ai, “não adianta chorar pelo leite derramado”. Portanto devemos entregar a Deus, esperar novas contratações e torcer para que Gallo saiba o que está fazendo.

 





No Galo quem manda agora é o Gallo

20 05 2008

Ex-capitão assume um Atlético cheio de problemas

Bruno Martins – brunohmartins@gmail.com

A diretoria do Atlético oficializou nesta manhã a contratação do técnico Alexandre Gallo, de 40 anos. Gallo foi jogador e capitão do Alvinegro nos anos de 99 e 2000. Bicampeão mineiro, o atual treinador por pouco não fez história no clube com título Brasileiro em 1999, perdido na final para o Corinthians. Como técnico, iniciou a carreira no Villa Nova, em 2004. Depois treinou Portuguesa e Santos, onde substituiu Wanderley Luxemburgo, que foi para o Real Madrid. Sem sucesso, foi dispensado da equipe paulista, e em 2006, foi chamado para treinar o FC Tokyo, do Japão. Gallo volta ao Brasil em 2007 para comandar o Sport, foi em Pernambuco que ele conquistou seu primeiro título com treinador, Campeão estadual. Com a boa campanha na equipe de Recife, Gallo foi contratado junto ao Internacional neste mesmo ano, para substituir Abel Braga. Na sua curta passagem pela equipe Gaúcha, ele foi campeão da Recopa Sulamericana sobre o Pachuca do México. Apesar do título, a fraca campanha do time no Campeonato Brasileiro fez com que Gallo fosse novamente dispensado de m clube antes do término do contrato. Este ano, Alexandre Gallo foi treinador do Figueirense e campeão catarinense, mas por desentendimento com a diretoria e o lobby do Atlético, Gallo deixou a equipe de Santa Catarina na segunda rodada do Brasileirão. Como foi observado neste histórico, o novo treinado do Atlético ainda é emergente, não tem uma carreira consolidada e ainda não se destacou em um time grande do nosso futebol. Mas é um treinador que vem evoluindo e que poderia dar certo no clube, se a diretoria contratasse bons jogadores, porque com o atual elenco, nem Telê, Felipão ou Luxemburgo dariam jeito nesta equipe. Só por milagre Alexandre Gallo conseguirá alguma coisa de relevante para o centenário atleticano. É melhor a diretoria começar a se mexer, porque se não… É melhor nem falar!