Atlético e Cruzeiro

25 04 2011

América perde para o Galo e, praticamente, dá adeus ao estadual.

Bruno Martins – www.twitter.com/brunohmartins

Atlético e Cruzeiro vão decidir o campeonato mineiro 2011. Só um desastre nos jogos de volta evita uma final com os dois maiores clubes do estado. A Raposa pode perder por até sete gols de diferença do América de Teófilo que se classifica.

Já o Galo terá que se derrotado por uma diferença de três gols do América, sábado que vem, em Sete Lagoas. Ontem, o Alvinegro, saiu perdendo mas bateu o Coelho por três a um. Gabriel abriu o marcador para o América aos 23 minutos do primeiro tempo.

O empate do Galo foi nos acréscimos desta etapa com Patric aos 47. No segundo tempo, o Atlético chegou à vitória aos 11 com Neto Berola e aos 24 com Serginho. Três a um para o time de Dorival Junior, praticamente garantido na final.

 A Raposa atropelou o América de Teófilo Otoni no Vale do Mucuri: oito a um. O Cruzeiro não marcava oito gols em único jogo há 17 anos. O resultado também garantiu o time estrelado em mais uma final do campeonato mineiro.

Para ser desclassificado, o Cruzeiro teria que ser derrotado por sete gols de diferença, domingo que vem, em Sete Lagoas. Os gols de sábado foram marcados por Montillo, três vezes, Léo, duas vezes, Wallyson, Gilberto e Henrique. Wellington Bruno fez o gol de honra do time de Teófilo Otoni.

Nesta tarde, o Cruzeiro faz o último treinamento antes do embarque para a Colômbia, onde a equipe enfrenta o Once Caldas, quarta-feira, pelo jogo de ida das oitavas-de-final da Copa Libertadores da América.

O atacante Brandão e o lateral-direito Victor devem ser as novidades da delegação. Os dois foram contratados após o início da competição e só agora foram inscritos. O zagueiro Victorino, com uma contratura na coxa, ainda é dúvida. O uruguaio desfalcou a Raposa na goleada de sábado.

Anúncios




Vergonha!

25 04 2011

Bruno Martins – www.twitter.com/brunohmartins

Virou moda. Mineiro na final da Superliga Masculina de vôlei é sinônimo de vice. As últimas sete decisões teve a presença de um representante do estado, com apenas um título, do Minas na temporada 2006/2007.

Ontem não foi diferente. Mineirinho lotado e o time do Cruzeiro tremeu e acabou perdendo para o Sesi por três sets a um, com um último set vergonhoso – derrota de 25 a 17.

A equipe celeste tinha totais condições de faturar o títulos, mas alguns jogadores sentiram o peso da decisão como o meio-de-rede Douglas Cordeiro e o oposto Wallace.

Ao contrário do ponteiro Murilo, melhor jogador do mundo, e do ponteiro Wallace do Sesi, que chamaram o jogo e garantiram o título para a equipe paulista. Falta alguma coisa no esporte mineiro!